Welcome, visitor! [ Register | Login

About Danieladm

  • Member Since: 23/12/2018

Description

RRREEWEWEW

R$0

Loja das Divas

EM BREVE SITE FEITO PARA VOCÊ MULHER. https://www.lojadasdivas.com.br/

585 total views, 1 today

IMG_20181031_045642058

R$150,00

3ds jogos novos

Jogos novos, sem marcas de uso e todos funcionando perfeitamente. Venda somente juntos.

356 total views, 0 today

IMG_20181031_045701911

R$60,00

BF1 para Xbox one

Jogo novo sem marcas e risco na mídia. Aí leva 5 dias de Live grátis…..

372 total views, 0 today

500x500_crepe-no-palito-1816592-5bd481c5cc766

R$150,00

Crepe No Palito

CREPE NO PALITO, R$150,00 ILIMITADO ATÉ 5H SUJEITO À FRETE VÁRIOS SABORES – VENHA CONSULTAR ZAP. 98537-2586

341 total views, 0 today

IMG_20181031_045637781

R$150,00

Jogos de 3ds

São os três jogos pelo valor acima, jogos novos e sem marcas de uso.

487 total views, 0 today

500x500_vendo-telefone-amplificado-para-deficientes-auditivos-1816691-5bd8a07e0621d

R$195,00

Vendo Telefone Amplificado para Deficientes Auditivos

Telefone Amplificado para Deficientes Auditivos com controle de volume e luz que pisca quando recebe ligação.

298 total views, 0 today

LOW-CARB

R$67,80

DIETA LOW CARB

Na DIETA LOW CARB, Você Encontrará as Melhores e mais Variadas Receitas com o Objetivo de Manter uma Alimentação Controlada e Potencializar o seu Emagrecimento. […]

325 total views, 0 today

500x500_chocadeira-100ovos-1816601-5bd4ad19b4807

R$500,00

Chocadeira 100 ovos

Chocadeira 100 ovos valor 500 parcelado em 2x no cartão 21 988384319 wats funciona sozinha só ligar na tomada

361 total views, 0 today

media-20180213

R$0

Venda conosco

Nós somos um website de classificados gratuitos que está entre os três primeiros nesta categoria no Brasil, à frente do mercado de anúncios grátis. O […]

445 total views, 0 today

17622136

R$69,90

LOTO FACIL KIT PLANILHAS 21,18,17 DEZENAS

LOTOFACIL 21 DEZENAS CRIADA PARA JOGAR USANDO O ULTIMO RESULTADO EM 5 GRUPOS DE 3 DEZENAS MAS 6 DEZENAS FIXAS ESCOLHA ESSA 6 DEZENAS ENTRE […]

605 total views, 0 today

Page 1 of 61 2 3 6

Os melhores bairros para alugar um apartamento no Rio de Janeiro

Sem categoria 09/06/2020

Rio de Janeiro, capital do estado homônimo e cidade maravilhosa leva o título de maior destino turístico do país. Cartão postal conhecido no mundo inteiro com suas belas praias e cenários de filmes e novelas, atrai todos os anos turistas de outros estados e países, mas também é um destino muito cogitado para moradia.

Apesar de toda sua fama pelo turismo, existe outro motivo para o Rio ser tão conhecido no país inteiro: a violência. Causada principalmente pelo fator de diferenças sociais, a cidade abriga diversas comunidades (popularmente também chamadas de favelas) e já protagonizou diversas manchetes de notícias pela violência em toda sua região.

Mas será que o Rio de Janeiro não é mesmos seguro? Nós contamos para você quais os melhores bairros para se viver na capital carioca e todas os fatores que levam o Rio a ser uma ótima escolha para mudança.

 

Vantagens de morar no Rio de Janeiro

 

Imagina morar em uma cidade cheia de pontos turísticos e belas paisagens? O Rio de Janeiro é exatamente assim. Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã, Jardim Botânico e Copacabana são apenas alguns dos pontos mais famosos da cidade. As vantagens de escolher o Rio como nova residência:

 

Urbano e Natureza

 

Aqui é o lugar onde o urbano e a natureza se misturam. A cidade mescla uma paisagem de praias, montanhas e áreas arborizadas com passeios e lazer para todos os gostos.

 

Praias

 

No Rio você encontra algumas das praias mais famosas do país, como Ipanema e Copacabana. Além de serem a escolha certeira para quem quer aproveitar o clima quente e de sol aos finais de semana, atrai pessoas todos os dias que aproveitam para relaxar depois de um longo dia de trabalho, ou que começam o dia com caminhadas e esportes nos seus calçadões.

 

Clima

 

Para os apaixonados por calor e verão a cidade é perfeita com suas altas temperaturas o ano inteiro.

 

Universidades

 

A cidade também atrai muitos estudantes que buscam vagas em universidades renomadas como a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

 

Créditos da Imagem: Unsplash

 

Melhores bairros do Rio de Janeiro

 

Está procurando um apartamento para alugar no RJ e não sabe qual o melhor bairro escolher? A primeira coisa a se fazer é pensar nos principais critérios determinantes para a sua escolha como infraestrutura, bairro residencial, próximo à praia, distrito escolar, segurança, valores do aluguel. Faça uma lista e quando fizer a pesquisa pela localização, avalie se atende todas as exigências.

Aqui trouxemos uma lista dos melhores bairros para se viver na capital carioca levando em conta boa localização e qualidade de vida:

 

Leme – Localizado na zona sul, é vizinho de Copacabana e possui diversos prédios residenciais e uma forte área comercial. A praia do Leme abriga diversas opções de restaurantes e bares, proporcionando uma vida noturna agitada e também muito lazer para os moradores aos finais de semana. Apesar de ser perto de centros urbanos, as ruas do bairro são mais tranquilas e o trânsito quase nulo.

 

Grajaú – Um bairro planejado com ruas arborizadas, abriga imóveis com um grande valor para a história e cultura carioca. Possui características históricas e originais da arquitetura porque é mantido sob proteção da Apac (Área de Proteção de Ambiente Cultural). Essa região é muito valorizada no mercado imobiliário.

 

Copacabana – Talvez o bairro carioca mais famoso por conta da sua praia de mesmo nome. Fica localizado na zona sul e é ideal para pessoas que gostam de uma vida agitada, já que seus inúmeros bares e restaurantes atraem frequentadores de todas as regiões e turistas movimentam o bairro noite e dia. Também possui diversos tipos de entretenimento para os moradores com teatros, cinemas e parques nos arredores. Há diversos apartamentos para alugar em Copacabana e é possível encontrar opções para todos os orçamentos.

 

Lagoa – Localizado na zona sul da cidade, a localização é uma das mais desejadas pois abriga a famosa Lagoa Rodrigo de Freitas. Além disso o bairro possui diversos parques com áreas de preservação ambiental, ideal para os amantes da natureza que adoram um clima mais tranquilo e praticantes de esportes. O comércio é forte, mesmo com o clima interiorano. A tranquilidade, aliás, faz com que o trânsito seja menor do que em regiões vizinhas.

 

Leblon – Outro bairro da zona sul, é considerado uma área nobre com seus imóveis de alto padrão. Possui uma das melhores vistas da capital carioca e apesar de ter uma estrutura menor que outros bairros, tem um bom comércio e uma vida noturna bem agitada, com restaurantes, boates e bares.

 

Recreio dos Bandeirantes – Também conhecido apenas como Recreio, fica localizado na zona oeste do Rio de Janeiro e possui uma excelente qualidade de vida. Com clima residencial e cercado por lindas praias (Prainha, Recreio e Grumari) é um cenário perfeito para quem procura um clima tranqüilo na capital e belas paisagens.

 

Barra da Tijuca – Outro bairro muito popular e conhecido nacionalmente, tem uma ótima infraestrutura com forte comércio, áreas de lazer e atendido por diversas redes de transporte público. Conta com a famosa orla e atende todas as necessidades de seus moradores. Pesquise  apartamentos para alugar na Barra da Tijuca e encontre o imóvel ideal para seus padrões e orçamento.

 

A cidade do Rio de Janeiro além da beleza, tem uma ótima estrutura para se viver, além de um mercado profissional bem abrangente, se tornando a escolha de muitas pessoas que desejam mudar de cidade e começar uma nova fase na vida.

Seja estudante universitário, jovem adulto entrando para o mercado de trabalho, famílias com filhos ou pessoas mais velhas que desejam descansar na aposentadoria, a capital carioca recebe todos de braços abertos e tem o imóvel perfeito.

 

Agora que já conhece os melhores bairros para se viver na cidade maravilhosa, que tal não perder nenhuma dica ou notícia do mercado imobiliário carioca e de todas as regiões do país? Assine a nossa Newsletter e receba diretamente no seu e-mail todos as novidades e melhores artigos sobre compras, aluguéis e investimentos do mercado imobiliário. Não fique de fora!

174 total views, 0 today

Como Ganhar Dinheiro Na Internet Em 2018 E Trabalhar Em Casa | Dinheiro Online

Sem categoria 12/08/2018

Se você quer aprender a como ganhar dinheiro na internet em 2018 está no lugar certo. No vídeo abaixo, você vai entender primeiramente como ganhar R$ 400,00 em uma semana sem investir nenhum centavo.

Depois você vai aprender como ganhar R$ 150,00 por dia. Você tem que assistir o vídeo até o final para entender como funciona, ok? Após assistir todo o vídeo xvideos, clique no botão abaixo do vídeo para receber o seu presente, mas primeiro precisa assistir o vídeo abaixo até o final.

Se você não assistir o vídeo até o final, você não vai conseguir ganhar os 400 reais em 7 dias. Nesse vídeo, também dou minha opinião sobre como ganhar dinheiro online no ano de 2018.

3876 total views, 0 today

Saiba como vender seus produtos nos marketplaces

Sem categoria 08/08/2018

Os marketplaces – sites que reúnem ofertas de produtos e serviços de diversos vendedores – são plataformas que funcionam como um shopping center onde é possível comparar várias opções de produtos, preços e lojas com muita agilidade.

Muitos vendedores (lojistas ou varejistas) ainda não sabem como vender seus produtos nesses canais ou não se sentem seguros para tal operação, uma vez que o processo é um pouco burocrático e trabalhoso. Além disso, para fazer parte de alguns marketplaces é necessário passar por uma seleção rigorosa.

Para facilitar a sua vida, fizemos um levantamento das principais etapas para começar a vender nos maiores marketplaces nacionais.

1) Cadastro de parceiro

O primeiro passo é preencher o cadastro de parceiro dos videos sexo marketplaces. Geralmente, os formulários de cadastro estão disponíveis nos sites dos marketplaces:

Joga pra rolo Rio

https://www.jogaprarolorio.com/purchase-membership/

Submarino:
http://www.submarino.com.br/marketplace

Walmart:
http://www.walmart.com.br/especial/venda-no-walmart

Extra:
http://www.extra.com.br/marketplace/cadastre-se.aspx

MercadoLivre:
http://syi.mercadolivre.com.br/sell/sell?execution=e1s1&withRegistration=true

2) Documentação necessária

Alguns marketplaces exigem, além do cadastro no site, uma série de documentos legais. A documentação necessária varia de marketplace para marketplace. Para você ganhar tempo, providencie os seguintes documentos:

Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral perante a Receita Federal (CNPJ)
Comprovante de Inscrição Estadual
Declaração do regime de tributação
Consulta Pública ao Cadastro do Estado (SINTEGRA – ICMS)
Alvará de funcionamento do estabelecimento (localidade) que irá disponibilizar produtos
Certidão Negativa de Débitos Tributários – Tributos Federais e Dívida Ativa da União
Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas – CNDT
Certidão Negativa de Débitos Previdenciários
Certidão Negativa de Falência e Concordata – Estado(matriz e filiais)
Certidão dos Distribuidores Cíveis do Estado sede
Certidões dos Distribuidores Criminais do Estado sede (em face dos representantes legais e referentes ao CNPJ do Fornecedor)
Certidão de distribuição de ações e execuções cíveis e criminais da Justiça Federal
Contrato/ Estatuto Social atualizado (constituição e última alteração) + Certidão simplificada do SINREM (obtida na Junta Comercial do estado sede)

Já tenha estes documentos (cópias digitais) em mãos na hora do cadastro.

3) Aprovação

Após o preenchimento do formulário e o envio da documentação, o seu cadastro irá passar por um processo de aprovação (filtro, seleção, crivo). Cada marketplace possui um método. Alguns aprovam de forma automática, logo após o cadastro, enquanto outros fazem uma seleção rigorosa, além da possibilidade de negociar a comissão sobre vendas.

Geralmente, após o cadastro e envio da documentação, o marketplace entra em contato para dar sequência ao processo.

4) Envio de produtos e operação

Após a aprovação do seu cadastro, é hora de enviar os dados dos seus produtos e começar a operação de vendas no marketplace.

Geralmente, a operação acontece da seguinte forma:

a – Tudo começa pelo envio dos dados dos seus produtos ao marketplace.
b – O marketplace divulga os seus produtos para milhares de visitantes.
c – Os consumidores escolhem os produtos e realizam a compra, diretamente no marketplace.
d – O marketplace envia para você os dados dos pedidos aprovados.
e – Você se responsabiliza pela entrega dos produtos e, também, pelas trocas e devoluções.
f – Finalmente, o marketplace repassa mensalmente para você o valor referente às vendas do mês, recolhendo a comissão sobre vendas (negociada no processo de adesão).

Se você possui uma plataforma de e-commerce, é possível integrar seu sistema com os marketplaces e enviar os produtos automaticamente, evitando o recadastramento de todos os produtos. Da mesma forma, a operação (recebimento de pedidos, atualização de estoque, envio de novos produtos, etc) também poderá ser integrada. Caso você queira fazer a gestão destes canais de forma manual e isolada, os marketplaces fornecem algumas ferramentas para você enviar os produtos e controlar as vendas diretamente por lá.

5) Integração da sua loja com os marketplaces

Manter a operação de vendas em um marketplace é uma atividade árdua e trabalhosa. São tarefas repetitivas que tomam o seu precioso tempo. Para eliminar esse retrabalho, é possível integrar o sistema de gestão da sua loja (e-commerce/backoffice/ERP) com os marketplaces.

Desta forma, você consegue: enviar automaticamente os produtos que estão cadastrados no seu sistema para os marketplaces; receber os pedidos dos marketplaces diretamente no seu sistema; manter o seu estoque sempre atualizado; e, o melhor, sem alterar seu processo atual de vendas.

Apesar da complexidade e particularidade de cada marketplace, atuar nestes canais é sucesso garantido para quem pretende alavancar suas vendas. O ponto principal é encontrar uma harmonia entre o consumidor, o marketplace e o lojista. Seguir os termos e condições de uso de cada marketplace é essencial para um bom andamento do processo de venda e aceitação positiva do consumidor. Com isso, todos saem ganhando com os benefícios que esta modalidade de comércio eletrônico pode proporcionar.

36644 total views, 45 today

Gere renda extra vendendo artigos usados em sites de classificados na internet

Sem categoria 18/07/2018

Se você pretende abrir aquela caixa velha que está no canto do quarto há alguns bons anos, cuidado: você pode encontrar surpresas que vão muito além da provável aranha que mora lá dentro! Temos o costume de guardar coisas que não usamos mais — seja por um possível uso futuro ou simplesmente por apego — o que gera um acúmulo de objetos inúteis. A venda desses objetos é uma boa forma de se livrar da bagunça e dar um bom destino para todos esses artigos inutilizados.

Além disso, essa é uma ótima maneira de conseguir uma renda extra. O lugar ideal para você fazer isso é exatamente aqui, na internet. Confira agora algumas dicas que vão te ajudar a vender todas as coisas que você não usa mais!

Sempre existe um comprador
Voltemos àquela caixa no canto do quarto que você decidiu abrir. Você encontrou, então, um antigo jogo de videogame. Sem dúvidas, você pensará que é uma velharia e que não tem mais serventia alguma, certo? Errado! Uma das vantagens de se anunciar na internet é que existe mercado para — quase — tudo.

Muitos entusiastas estariam dispostos a pagar um bom preço por uma fita antiga de um jogo famoso. Assim como existem pessoas procurando por coisas mais simples, de uso diário como livros, utensílios domésticos ou eletrônicos. Com um bom preço, existem grandes chances de se fazer um bom negócio. O primeiro passo é anunciar o produto no meio virtual e, para isso, existem diversos sites especializados em vendas de produtos seminovos e usados.

Onde e como vender
As vendas feitas pela internet requerem alguns cuidados especiais, tais como a garantia do pagamento e do envio do produto. Para facilitar a vida de quem anuncia e de quem compra, grandes grupos disponibilizam plataformas para que a transação seja efetuada com segurança. Estamos falando de sites como o MercadoLivre, em que você pode anunciar seu produto gratuitamente, pagando somente uma porcentagem sobre o valor da venda caso esta seja concretizada. Outra boa opção é o OLX, o maior site de classificados grátis do Brasil. Existem também sites direcionados para produtos mais específicos, como, por exemplo, o Meu Carro Novo, especializado no setor de automóveis.

A vantagem de utilizar sites como esses é que existe maior confiança na hora de o usuário realizar sua compra, já que os vendedores são classificados de acordo com suas qualificações, baseadas em vendas anteriores. Para atrair os compradores, você tem a opção de incluir fotos e descrições detalhadas do produto, o que fará com que sua exposição seja ainda maior.

O pagamento também é um ponto facilitador: esses grupos aceitam pagamentos via cartões de débito e crédito, transferência ou boleto bancário, liberando o dinheiro assim que o comprador receber seu pedido, garantindo a segurança dos dois lados da transação e aumentando as possibilidades de fechar negócio.

Nichos especiais
Além da possibilidade de vender seus artigos usados em grandes classificados como esses, existe, ainda, outro mercado bem dinâmico no comércio pela internet: as redes sociais. Existem no Facebook grupos especialmente feitos para as pessoas que desejam anunciar ou adquirir produtos usados sem cobrar taxas ou algo do tipo.

Como exemplo, podemos citar os grupos de estudantes residentes de cidades universitárias, que contam todos os anos com um alto fluxo de moradores, tanto chegando quanto indo embora, e sempre precisando comprar ou vender itens domésticos de todo tipo. Geralmente, essas vendas são consumadas com a entrega pessoal ou a retirada do produto pelo comprador, já que ambos estão na mesma cidade, tornando o transporte muito mais fácil.

É importante ter em mente que os artigos devem estar em bom estado e que o negócio deve ser feito sempre com transparência e boa-fé, pois não deixa de ser uma transação comercial e assim deve ser tratada.

E então, que tal abrir a caixa aí do seu lado ou dar um pulo no porão para ver o que não é mais usado? Algum comprador certamente ficará contente em encontrar o que precisa por um preço acessível! Você já tem o costume de vender ou comprar itens usados pela internet? Comente e compartilhe suas experiências com a gente!

1158 total views, 0 today

Vendas online: o que é preciso para ter sucesso.

Sem categoria 05/06/2018

É sabido que o comércio eletrônico é uma das modalidades financeiras que mais cresce em todo mundo. Mesmo assim, são muitos os casos em que o empreendedor se aventura no ambiente virtual, mas sem o sucesso esperado. Pensando nisso, nosso artigo de hoje traz algumas dicas valiosíssimas sobre esse assunto.

Quer ter sucesso com vendas online? Confira alguns cuidados básicos, mas imprescindíveis para que a sua marca se torne popular!

Não tenha pressa em se lançar

Um dos maiores erros que os gestores de comércio eletrônico malsucedidos cometem é ter pressa para colocar um site no ar. Não estrague essa sua chance única.

Uma dica útil é comprar um domínio e lançar uma página com uma mensagem do tipo “em breve teremos novidades!”. Em resumo, evite colocar seu site no ar até que você tenha realizado algum trabalho relevante com relação a SEO, marketing de conteúdo, mídias sociais e links patrocinados.

Foque no usuário

Uma das maiores limitações do comércio eletrônico é a incapacidade de deixar osclientes sentirem, tocarem, verem e cheirarem os seus produtos antes de se decidirem pela compra. Infelizmente, ainda não existe nenhum recurso para resolver isso.

Mas você pode compensar essa limitação com outros pontos que agradem ao potencial comprador. Quando possível, facilite a vida do cliente oferecendo fretes grátis, compras com um clique, descontos para segunda compra e tudo aquilo que os faça se sentirem atraídos.

Teste o máximo de coisas que puder

Análises e testes são essenciais em todas as fases de desenvolvimento e execução do seu empreendimento. Decifre a mentalidade do usuário para compreender o que funciona e o que não funciona.

Mas para isso, o auxílio dos testes chamados A/ B ou multivariados é fundamental! Procure saber mais sobre o assunto.

Contrate o olist agora mesmo

Trabalhe com a colaboração das redes sociais

Não deixe o serviço de gerir as redes sociais totalmente a cargo de terceiros. As mídias sociais são a principal forma de divulgação do seu negócio na internet, o que possibilita a comunicação direta com os seus potenciais clientes e o jeito de ser de cada um deles. Embora seja perfeitamente aceitável contar com um gestor de mídias sociais, é importante que você esteja envolvido com isso também.

Incorpore elementos de mídias sociais

Em conjunto com a dica anterior, é uma ótima ideia incluir elementos de mídias sociaisem seus sites de comércio eletrônico. Saiba que comentários interligados, login automático, botões de curtir e compartilhar são itens que auxiliam consideravelmente a conversão em vendas.

Tenha um site responsivo

Atualmente, quem não tem um site preparado para os tablets e os smartphones, além de terem a sua utilização dificultada, tendo em vista a migração dos usuários para esses aparelhos, possivelmente serão esquecidos pelos motores de busca, como o Google, o Bing e o Yahoo. Isso acontece em função dos novos algoritmos desses buscadores, que passaram a dar prioridade para os sites responsivos.

Trabalhe pesado em SEO

É sabido que o e-commerce experimenta um crescimento rápido e cada dia mais empresas entram nesse espaço. Isso significa que o trabalho voltado para SEO (otimização nos motores de busca) é fundamental, a fim de se destacar da concorrência. Contar com um perito em SEO irá ajudá-lo a se manter competitivo durante toda a vida do seu negócio.

Atenção com a sua base de dados

Jamais perca informações relacionadas com uma base de dados conquistada na campanha de um determinado produto. Afinal, ela pode ser muito útil na divulgação de empreendimentos futuros. É muito mais fácil ter contatos que, de certa forma, já possuem interesse em produtos relacionados à sua marca, do que realizar uma nova captação.

Mantenha-se no caminho da evolução

Finalmente, nunca pare de evoluir. As tecnologias, as tendências e os gostos dos clientes mudarão com o tempo e isso é um fato. A partir disso, você deve ficar diariamente atento às novidades se quiser ter sucesso com vendas online em um mercado com tantas variáveis.

Ainda tem dúvidas sobre como ser bem-sucedido vendendo na internet ou gostaria de compartilhar as suas experiências? Aproveite os comentários e converse com a gente. Depois disso, saiba ainda mais segredos sobre as vendas em e-commerce com os nosso e-book “Guia completo de como criar uma loja virtual de sucesso”!

Que tal ter seus produtos na maior loja dentro dos marketplaces?


CATEGORIES

1379 total views, 0 today

O que é preciso para trabalhar com vendas online sem sair de casa?

Sem categoria 05/06/2018

Até pouco tempo, trabalhar com vendas online sem sair de casa não parecia ser algo que pudesse de fato proporcionar bons resultados. No entanto, com os avanços da internet e a consolidação do comércio eletrônico no cenário varejista, muitas pessoas já provaram que sim: é possível ganhar dinheiro vendendo todo tipo de coisa pela web.

Em vista disso, muitos já cogitaram a possibilidade de largar o emprego para se aventurarem no mundo das lojas virtuais. Outro ponto que contribui para esse “movimento” é a comodidade e flexibilidade em relação à rotina de trabalho, uma exigência de 7 em cada 10 brasileiros, conforme pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com o Ibope.

Mas e você, por acaso está satisfeita com seus ganhos ou ocupação no qual exerce? Não? Então a ideia de trabalhar com vendas online pode ser uma ótima pedida!

Pensando nisso, preparamos esse artigo que mostra o que é preciso saber para vender pela internet. Continue a leitura e confira!

1. Compreenda que você tem um negócio

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que você terá um negócio, e não apenas um site com produtos à venda. O varejo eletrônico já não permite mais os comportamentos amadores, por isso, seja profissional e comporte-se como uma empreendedora!

2. Defina o nicho de atuação

O melhor caminho para trabalhar com vendas online sem sair de casa é optando por um segmento de atuaçãoespecífico. Entenda que concorrer com os grandes players do e-commerce é praticamente um suicídio.

Tente escolher um nicho no qual você tenha afinidade, isto é, que conheça os produtos ou que gostaria de vendê-los. De qualquer maneira, não cometa o erro de achar que sabe tudo sobre o público em questão, mesmo que você faça parte dele. O segredo aqui é: pesquise, pesquise e pesquise!

3. Elabore um plano de negócios

Para viabilizar o seu projeto e, consequentemente, diminuir as chances de fracasso, é imprescindível que você crie um bom plano de negócios. O documento deverá conter informações como:

  • identidade da marca;
  • missão, visão e valores;
  • público-alvo;
  • fornecedores;
  • produtos que serão vendidos;
  • principais concorrentes;
  • estratégias de marketing;
  • cronograma de ações;
  • objetivos.

Enfim, é preciso definir alguns aspectos antes mesmo de abrir a sua loja, afinal, você está criando uma empresa. Um plano de negócios bem estruturado certamente facilitará suas tomadas de decisão.

4. Capacite-se e faça networking

Esteja sempre em busca de conhecimento. Procure se capacitar ao máximo e, se possível, faça cursos e participe de eventos relacionados ao ambiente do comércio eletrônico.

Converse com os participantes que já estão atuando, por exemplo, e realize um bom networking.

5. Organize as operações

Outro ponto muito importante se refere às operações que envolvem o negócio. Antes de dar o “pontapé inicial”, tenha definido como será o atendimento ao cliente: e-mail, telefone, WhatsApp, ou todos eles? Estabeleça isso com antecedência!

Além disso, é indispensável conhecer os custos relacionados à logística, peça-chave em qualquer tipo de e-commerce. Entre em contato com os Correios e também com as transportadoras, por exemplo, e veja qual deles é mais vantajoso.

6. Conheça as tecnologias

Conhecer as tecnologias que englobam o varejo eletrônico é quase que uma obrigação. Entre as principais delas estão as plataformas de e-commerce, que representam o “ponto de vendas” de toda e qualquer loja virtual.

Procure se informar sobre os recursos, ferramentas e tudo que envolva a gestão e usabilidade das plataformas. Assim, será mais fácil decidir qual delas se adapta melhor as suas necessidades.

7. Informe-se sobre os métodos de pagamento

A questão dos meios de pagamento merece muita atenção, até porque, é assim que você receberá o dinheiro. Entender o funcionamento dos métodos disponíveis atualmente é essencial para manter as atividades de forma saudável.

Uma dica para quem está começando a vender pela internet é utilizar os intermediadores de pagamento, como PagSeguro, Moip e PayPal. Essas empresas se responsabilizam pela segurança das transações e oferecem um serviço de qualidade, normalmente sem custos de implantação.

Porém, a utilização desses intermediários acarreta em taxas de processamento relativamente altas, podendo interferir na precificação dos produtos.

Uma outra alternativa seria os gateways de pagamento, como Cielo e RedeCard. Estes, por sua vez, possuem uma implantação um tanto quanto complexa, não se responsabilizando pela segurança das informações.

Mas, afinal, como trabalhar com vendas online?

Visto o que é preciso para organizar e planejar as atividades, agora você deve estar se perguntando como trabalhar de fato com as vendas na internet, certo? Para começar, tenha em mente que a maioria dos processos e operações podem ser automatizadas, o que facilita muito a gestão do negócio.

O que definirá isso será a escolha da sua plataforma, já que muitas delas possibilitam a integração e automação dos procedimentos que abrangem as vendas. Cálculos de frete, emissão de boletos, notas fiscais e controle de estoque, por exemplo, são funções em que as próprias tecnologias se encarregam.

Vale mencionar também os tipos de produto e a forma como administrá-los. Você sabia que é possível ter um estoque terceirizado no qual não demanda investimentos na compra de mercadorias? Pois então, dessa maneira, você estaria fazendo uma intermediação de vendas, ou seja, conectando o consumidor com o distribuidor, que assume a responsabilidade pela entrega. Nesse caso, você receberia uma comissão por efetuar o negócio.

Outro exemplo de como ganhar dinheiro na web vendendo são os produtos artesanais. Atualmente, há diversas lojas virtuais que seguem essa linha, muitas vezes sendo o próprio empreendedor o artesão.

Você por acaso tem alguma habilidade no qual poderia obter lucro por meio de um e-commerce? Caso sua resposta seja “sim”, por que não tentar? Para quem deseja trabalhar com vendas online sem sair de casa, essa pode ser uma ótima ideia.

Enfim, o que você achou do nosso artigo? Foi possível esclarecer as suas dúvidas em relação ao assunto? Caso queira saber mais sobre o comércio eletrônico no Brasil, nos acompanhe em nossas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas novidades. Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn!

 

Escrito por Vinicius Guimarães

Apaixonado por e-commerce, atua na área há vários anos e tem o orgulho em afirmar que auxilia diversos empreendedores diariamente para alcançar sucesso em suas lojas virtuais. Atualmente é Coordenador de Marketing e Comercial do canal de varejo da Tray, unidade de e-commerce da Locaweb.

3418 total views, 17 today

Como entrar e vender em marketplaces?

Sem categoria 01/06/2018

O passo a passo para vender em marketplaces é: definir os produtos para venda, escolher os melhores canais, realizar a negociação com os canais (ou fazer uma contratação única utilizando o Olist), produzir os anúncios, aguardar a publicação e gerenciar as vendas.Detalhamos cada uma dessas etapas na continuação deste post:

A ideia de vender produtos nos sites das maiores redes varejistas do Brasil ainda parece complexa ou inviável para muitos lojistas. Integradores de marketplaces passam mensagens complexas em sua maioria e no final resolvem apenas parte do problema.

Na prática, contudo, isso não passa de um bloqueio mental.

A consolidação do modelo dos marketplaces no mercado brasileiro tornou a venda nestes canais muito mais democrática e simples para a maioria dos comerciantes.

Seguindo alguns passos simples é possível vender em diversos marketplaces e conquistar os primeiros pedidos rapidamente, respeitando todas as exigências e regras vigentes.

Para provar isso, este post visa mostrar todos os passos que devem ser seguidos para quem deseja começar a vender nos marketplaces.

Acompanhe!

ESTÁ SEM TEMPO? OUÇA UMA NARRAÇÃO EM ÁUDIO DESTE POST!

Baixe agora1- Defina quais produtos serão vendidos 

Antes de avançar para os canais de venda, é preciso definir quais produtos serão anunciados.

Nem sempre os itens que apresentam o melhor desempenho na loja física ou e-commerce próprio também serão lucrativos nos marketplaces.

Apostar em um portfólio muito amplo também não é a melhor estratégia, já que isso vai exigir tempo para cadastrar e produzir fotos de todos os produtos.

Há ainda itens com restrição para venda, tais como armas, produtos perecíveis, entre outros.

Sendo assim, o primeiro passo para começar é definir uma : venda de produtos de nicho, com pouca concorrência ou itens populares, com preço competitivo?

Para auxiliar nessa decisão, uma boa pesquisa é fundamental.

Vale a pena conferir a lista dos produtos mais vendidos nos principais sites.

Estudos de mercado, como a pesquisa Webshoppers também são uma boa referência de informação.

Outra dica é observar o volume de pesquisas das palavras-chave do produto no Google, pois isso é um bom indicativo de interesse pelo item.

Com base nisso será possível definir um público-alvo de consumidores.

Considerando todos estes fatores as chances de insucesso nos marketplaces caem drasticamente.

2- Escolha um canal de venda 

Após escolher os produtos é hora de avançar para os canais de venda.

Nesta etapa é importante selecionar os sites que mais se adequam ao perfil do produto que está sendo vendido.

Itens esportivos, como uma raquete de tênis, por exemplo, podem ser anunciados em sites de nicho, como o Netshoes, mas também em sites mais abrangentes, como a Americanas.com e o Walmart.

Após selecionar os sites, é necessário verificar quais empresas são responsáveis pela operação, entrando em contato com a equipe comercial do respectivo marketplace.

Os principais grupos desse setor são os seguintes:

Contrate o olist agora mesmo

3- Inicie o processo de negociação 

O processo de negociação varia conforme o marketplace escolhido.

No caso do Mercado Livre, por exemplo, basta criar uma conta, aceitar os termos de uso e iniciar o cadastro e venda de produtos. Documentos extras são exigidos conforme o aumento no volume de vendas.

Nos demais grupos, contudo, o processo é mais complexo.

É necessário reunir e apresentar cerca de 20 documentos para provar que a loja é regularizada e idônea.

Também é importante entender o valor das taxas de comissão e como funciona a política de repasses em cada empresa.

Esse processo costuma levar, em média, 30 dias, sem que haja garantia de aprovação.

Isso pode ser contornado com o uso de serviços que já possuem contrato estabelecido com os principais varejistas, como o Olist.

Neste caso toda a negociação é feita uma única vez, direto com o Olist, garantindo acesso aos maiores marketplaces de uma só vez.

Isso reduz drasticamente o tempo de negociação.

4- Faça a integração entre plataformas 

Após concretizar o acordo comercial é preciso realizar a integração tecnológica com o marketplaces.

É necessário possuir um ERP para gerenciamento de suprimentos, uma plataforma de e-commerce para gestão dos pedidos e um acordo com transportadora para envio dos produtos.

Todos estes recursos precisam ser homologados pelos marketplaces, em um processo que leva pelo menos 2 meses.

Usuários do Olist não precisam se preocupar com essa etapa, avançando diretamente para a produção dos anúncios.

5- Produza o anúncio e fotos

Após firmar contrato com os marketplaces é necessário preparar os anúncios para iniciar o processo de venda.

Nesta etapa é necessário conhecer as principais regras e recomendações para a produção de títulosdescrições e fotos dos produtos.

Depois disso todos os anúncios passam por um processo de moderação, aguardando na fila de aprovação.

Caso não haja nenhum problema o anúncio irá para o ar em até 30 dias.

6- Comece a vender

Depois de publicados, os produtos ficam expostos para todos os usuários que acessam os sites dos marketplaces.

A partir daí o processo de vendas segue o fluxo normal: recepção de pedidos, emissão de nota fiscal, embalagem dos produtos, envio dentro do prazo, gestão de SAC, controle de pagamentos e reposição do estoque.

Conclusão

Vender nos marketplaces é muito mais simples do que parece.

Basta planejar e pesquisar com profundidade o mercado e as melhores estratégias de venda.

Seguindo as dicas deste post todo o processo tende a ficar muito mais fácil.

Para garantir uma boa tomada de decisão o uso de ferramentas como o Canvas Olist também pode contribuir significativamente.

Este post em áudio:

Ainda tem dúvidas sobre como vender nos marketplaces? Comente abaixo!

 

Que tal ter seus produtos na maior loja dentro dos marketplaces?

Apareça mais e venda melhor. Participe da seleção de lojistas Olist e ganhe uma consultoria GRÁTIS!*

 

15908 total views, 0 today

Trabalhar na internet: 30 ideias de produtos para vender online

Sem categoria 28/05/2018

Trabalhar na internet: 30 ideias de produtos para vender online


Com a evolução das ferramentas online, trabalhar na internet não é mais uma atividade apenas para jovens. Pessoas de todas as idades estão investindo no mercado digital para criar um negócio próprio e/ou crescer profissionalmente.Mas por que esse mercado está atraindo tantas pessoas? Será que vale a pena investir na venda de produtos pela internet?Atualmente, milhares de pessoas em todo o mundo conciliam o trabalho virtual com o trabalho tradicional. Esse é um dos motivos pelos quais investir na internet é tão atraente. Continue lendo o texto para ver outras vantagens deste modelo de trabalho!Vantagens de trabalhar na internetSão várias as vantagens de se trabalhar na internet. Trata-se de um dos segmentos de mercado com o maior leque de possibilidades.Isso significa que não há apenas uma forma de trabalhar online. O empreendedor pode usar e abusar de sua criatividade para crescer no mercado e atingir o sucesso.Horários flexíveisUma das vantagens específicas de trabalhar na interneté a flexibilidade do horário. Não existe uma agenda fixa, com horário de entrada e de saída, como ocorre em empregos tradicionais. No mundo digital o trabalho pode ser realizado a qualquer hora, de qualquer lugar.Ausência de dress codeNão importa se o empreendedor está de pijama ou de terno, desde que tenha acesso à internet e possua domínio sobre as ferramentas de mercado, ele pode trabalhar online.A flexibilidade é uma decorrência lógica da livre organização do tempo. Quem escolhe empreender na internet pode, inclusive, conciliar o trabalho virtual com o trabalho tradicional, sem nenhum prejuízo.Autonomia profissionalExistem várias outras vantagens de trabalhar na internet. Uma delas, que certamente é uma das que mais desperta a curiosidade de empreendedores, é a possibilidade de gerenciar o próprio negócio.Milhares de brasileiros sonham em ser o seu próprio chefe. Com a venda de produtos pela internet esse sonho pode ser facilmente realizado.Sem falar que quem empreende na internet trabalha exclusivamente com aquilo que gosta. Isso porque as opções de negócios e nichos de atuação são praticamente infinitas e ele tem a chance de escolher aquele com sinergia maior com suas habilidades.Passar mais tempo com a famíliaPara completar, quem trabalha na internet consegue muito mais tempo para aproveitar o que realmente importa: família, amigos, viagens e realizações pessoais.O que pode ser vendido na Internet?Mas afinal de contas, o que pode ser vendido no mercado digital? Quem opta por trabalhar pela internet tem a possibilidade de vender produtos físicos (tradicionais) ou produtos digitais. Os produtos são agrupados em nichos, que podem ser amplos (como o nicho de alimentação) ou mais específicos (como o nicho de alimentação saudável).Vamos ao conceito.Os produtos físicos são aqueles que demandam entrega real off-line para o consumidor final. Pode ser um livro físico, um aparelho celular, uma roupa, um vinho, etc.Já os produtos digitais são comercializados inteiramente pela internet. São produtos como videoaulas, e-books e outros produtos que não exigem entrega física.Por isso os produtos digitais são tão vantajosos quando comparados com os produtos físicos. Nada de custos com entrega, separação e outras burocracias sempre presentes na venda de produtos físicos. Quando se trata de produtos digitais, os compradores recebem links e senhas para fazer login. E pronto!Você também não precisará se preocupar mais com o estoque!Os produtos digitais, por serem virtuais, podem ser vendidos infinitas vezes, sem esgotar, e é possível começar a vender produtos digitais na internet com pouco ou até mesmo nenhum investimento inicial.

EBOOKOS 15 MELHORES SEGMENTOS PARA TRABALHAR NA INTERNETListamos as melhores oportunidades para começar um negócio online, e ideias para você atuar em cada mercado!


Com a evolução das ferramentas online, trabalhar na internet não é mais uma atividade apenas para jovens. Pessoas de todas as idades estão investindo no mercado digital para criar um negócio próprio e/ou crescer profissionalmente.Mas por que esse mercado está atraindo tantas pessoas? Será que vale a pena investir na venda de produtos pela internet?Atualmente, milhares de pessoas em todo o mundo conciliam o trabalho virtual com o trabalho tradicional. Esse é um dos motivos pelos quais investir na internet é tão atraente. Continue lendo o texto para ver outras vantagens deste modelo de trabalho!Vantagens de trabalhar na internetSão várias as vantagens de se trabalhar na internet. Trata-se de um dos segmentos de mercado com o maior leque de possibilidades.Isso significa que não há apenas uma forma de trabalhar online. O empreendedor pode usar e abusar de sua criatividade para crescer no mercado e atingir o sucesso.Horários flexíveisUma das vantagens específicas de trabalhar na interneté a flexibilidade do horário. Não existe uma agenda fixa, com horário de entrada e de saída, como ocorre em empregos tradicionais. No mundo digital o trabalho pode ser realizado a qualquer hora, de qualquer lugar.Ausência de dress codeNão importa se o empreendedor está de pijama ou de terno, desde que tenha acesso à internet e possua domínio sobre as ferramentas de mercado, ele pode trabalhar online.A flexibilidade é uma decorrência lógica da livre organização do tempo. Quem escolhe empreender na internet pode, inclusive, conciliar o trabalho virtual com o trabalho tradicional, sem nenhum prejuízo.Autonomia profissionalExistem várias outras vantagens de trabalhar na internet. Uma delas, que certamente é uma das que mais desperta a curiosidade de empreendedores, é a possibilidade de gerenciar o próprio negócio.Milhares de brasileiros sonham em ser o seu próprio chefe. Com a venda de produtos pela internet esse sonho pode ser facilmente realizado.Sem falar que quem empreende na internet trabalha exclusivamente com aquilo que gosta. Isso porque as opções de negócios e nichos de atuação são praticamente infinitas e ele tem a chance de escolher aquele com sinergia maior com suas habilidades.Passar mais tempo com a famíliaPara completar, quem trabalha na internet consegue muito mais tempo para aproveitar o que realmente importa: família, amigos, viagens e realizações pessoais.O que pode ser vendido na Internet?Mas afinal de contas, o que pode ser vendido no mercado digital? Quem opta por trabalhar pela internet tem a possibilidade de vender produtos físicos (tradicionais) ou produtos digitais. Os produtos são agrupados em nichos, que podem ser amplos (como o nicho de alimentação) ou mais específicos (como o nicho de alimentação saudável).Vamos ao conceito.Os produtos físicos são aqueles que demandam entrega real off-line para o consumidor final. Pode ser um livro físico, um aparelho celular, uma roupa, um vinho, etc.Já os produtos digitais são comercializados inteiramente pela internet. São produtos como videoaulas, e-books e outros produtos que não exigem entrega física.Por isso os produtos digitais são tão vantajosos quando comparados com os produtos físicos. Nada de custos com entrega, separação e outras burocracias sempre presentes na venda de produtos físicos. Quando se trata de produtos digitais, os compradores recebem links e senhas para fazer login. E pronto!Você também não precisará se preocupar mais com o estoque!Os produtos digitais, por serem virtuais, podem ser vendidos infinitas vezes, sem esgotar, e é possível começar a vender produtos digitais na internet com pouco ou até mesmo nenhum investimento inicial.

EBOOKOS 15 MELHORES SEGMENTOS PARA TRABALHAR NA INTERNETListamos as melhores oportunidades para começar um negócio online, e ideias para você atuar em cada mercado!

30 ideias de produtos para vender onlineVejamos algumas das melhores ideias de produtos com alto potencial de venda online. São nichos que estão em alta, atraindo a atenção de quem já atua no mercado digital e de novos players que desejam empreender para ter uma renda extra.Produtos digitais/cursos onlineCurso online de maquiagemUm dos produtos voltados para o público feminino – e cada vez mais para o público masculino também –, os cursos online de maquiagem são comprados tanto por profissionais que querem atualizar suas técnicas, quanto por pessoas que desejam aprender a arte da maquiagem por conta própria.Curso online de culináriaAprender a cozinhar nunca foi tão fácil. Existem centenas, quiçá milhares de cursos digitais que ensinam culinária, para todos os gostos e estilos. Essa é uma excelente ideia de negócio!Curso online de idiomasSem tempo para nada, as pessoas estão dando preferência para cursos que possam ser feitos de forma virtual, em qualquer lugar e a qualquer horário. É o caso dos cursos de idiomas online. Eles oferecem a mesma qualidade dos cursos presenciais, com a vantagem de serem muito mais práticos e mais baratos.Curso online de instrumentos musicaisSeguindo o estilo “faça você mesmo”, os cursos online de instrumentos musicais estão em alta. Aprender um novo instrumento (ou o primeiro) é sonho de milhares de pessoas.Curso online de adestramento de animais domésticosCertamente, uma grande dificuldade para aqueles que adquirem ou adotam um animal doméstico é o adestramento. Fazer o bichinho se comportar não é tarefa fácil! É aí que entram os cursos online de adestramento de animais domésticos. Voltados para esse público específico, esses produtos atendem uma demanda recorrente.Curso online de matérias escolaresQuem nunca enfrentou dificuldade em alguma matéria escolar? Os cursos online de matérias escolares como Português, Matemática e História, ajudam alunos a se darem bem nos estudos, suprindo deficiências de aprendizado.Aula online de zumbaA zumba se popularizou nas academias e hoje ganhou o gosto popular. O curso de zumba é completo e permite que qualquer pessoa aprenda e execute em casa, sem ter que se deslocar até uma academia. Além de ser mais prático, é muito mais barato.Curso online sobre tecnologiaO mercado tecnológico não para de crescer. A cada dia que passa, novos produtos são disponibilizados. Estar por dentro das tendências e saber como explorar esse nicho para oferecer uma solução que agregue valor a vida das pessoas, é fundamental para investir nessa área.Curso online sobre criptomoeadasO Bitcoin é a moeda do futuro, garantem os entusiastas das chamadas criptomoedas (moedas que só existem no plano digital), mas muitas pessoas ainda não sabem como este modelo funciona, quanto você ganha em cada transação, entre outras informações. Essa pode ser uma oportunidade para explorar, se você já tiver algum conhecimento sobre o assunto.Curso online de desenhoAssim como os cursos de música, o curso de desenho permite que os interessados aprendam técnicas de desenho e desenvolvam sua habilidade com o lápis e papel.Curso online de conquistaVoltado tanto para o público feminino quanto masculino, o curso online de conquista vende muito. Oferece dicas, segredos e técnicas para conquistar a pessoa amada.E-booksPara quem não quer gastar muito com livros físicos ou prefere a leitura em dispositivos móveis, os e-books são a solução. Baratos, práticos e bem elaborados, esses produtos estão caindo no gosto do povo. Os livros físicos certamente continuarão existindo, mas agora terão que dividir espaço no mercado.Curso online de palestrasPor fim, uma excelente ideia de produto para vender na internet é o curso online voltado para palestrantes ou pessoas que desejam começar a dar palestras. Como falar bem em público e como diminuir a ansiedade antes de uma apresentação são temas que podem ser abordados neste tipo de conteúdo.Produtos físicosRoupas slow fashionGrande tendência mundial, as roupas slow fashion seguem o estilo de produção lenta, no ritmo natural. Empresas que aplicam esse conceito são mais sustentáveis e utilizam métodos mais humanos, respeitando o ritmo de trabalho das pessoas e conversando de perto com o consumidor final.Acessórios (bolsas, cintos, colares)Os acessórios nunca saem de moda. Os anos passam, as tendências mudam, mas os acessórios permanecem uma constante. Todo mundo gosta, principalmente as mulheres. Por isso, para quem deseja trabalhar na internet, esse é um dos segmentos mais atrativos, pois possui uma alta demanda.É importante ter em mente que, devido à alta procura, é um nicho com muita concorrência, e pode ser mais difícil se destacar nos principais mecanismos de busca. CalçadosO mercado de calçados sempre passa por transformações. Marcas de renome investem verdadeiras fortunas para influenciar a sociedade a consumir determinado tipo de calçado. Vale a pena olhar de perto esse nicho, pois trata-se de um dos produtos mais vendidos na internet.Produtos de beleza naturaisSe os produtos de beleza já estiveram em alta, agora é a vez dos produtos de beleza naturais. Isso porque as pessoas estão fugindo do industrializado e preferindo produtos feitos de forma natural e sustentável. Produtos que não tragam consequências negativas para o corpo e que não foram testados em animais.Produtos de higiene caseirosOs produtos de higiene caseiros, assim como os produtos de beleza naturais, estão caindo no gosto popular. O número de pesquisas por produtos caseiros para tratar do corpo, promover a limpeza da pele etc. está cada vez maior. Uma grande oportunidade para novos empreendedores que querem ter uma renda extra ao trabalhar na internet.Alimentação fitnessA preocupação com o corpo, com os hábitos alimentares e o peso já pode ser vislumbrada na sociedade brasileira e mundial. Produtos pensados para esse novo segmento vendem muito!Alimentação para pessoas com intolerânciasNa onda da inclusão, empreendedores que se dedicam a pensar, produzir e vender produtos alimentícios para pessoas com intolerância a lactose, glúten, etc., estão se destacando no mercado. Isso porque a preocupação com as pessoas com alguma intolerância é bem recente. Existe um mundo de oportunidades, por se tratar de um nicho ainda pouco explorado.Alimentação para vegetarianos ou veganosOs vegetarianos e veganos são conhecidos por ser um público exigente, por causa de sua linha ideológica. Não é preciso dizer que vender para esse nicho pode ser uma das melhores opções para empreendedores digitais. Essa é uma das melhores ideias para ganhar dinheiro pela internet.Bolos e docesQuem não gosta de bolos e doces? Seja para festas de aniversário, casamentos ou outras confraternizações, os bolos e doces estão sempre presentes. Esse é um daqueles segmentos de mercado que nunca perdem o potencial. Uma boa opção é montar uma loja virtual para receber as encomendas deste produto.Presentes personalizadosReceber um presente é maravilho, mas receber um presente personalizado, como uma agenda, caneta, caneca ou até mesmo camiseta é surpreendente! O mercado de presentes personalizados está em alta, atraindo os olhares de centenas de empreendedores digitais.Clube de assinatura de vinhosO mercado de assinatura de vinhos explodiu. De um dia para o outro estava na moda fazer parte de um clube de vinhos e receber seleções personalizadas todos os meses. Vale a pena conhecer de perto esse tipo de produto.Clube de assinatura de cervejasOutro modelo de clube de assinatura que está em alta e é uma ótima ideia de produto para vender online é o clube de assinatura de cervejas. Os amantes dessa bebida agora podem contar com serviços especializados na distribuição de cervejas de qualidade. Mais do que uma cerveja, os membros compram uma experiência de puro sabor.Clube de assinatura de caféO amor pelo café está no sangue de milhares de brasileiros. Não é de se surpreender que os clubes de assinatura dessa bebida estejam fazendo fortuna. Oportunidade também para os empreendedores digitais que desejam fazer uma grana extra.Clube de assinatura de floresNa mesma pegada de outros clubes de assinatura, um dos que tem demonstrado grande crescimento é o de flores. Apesar de ser um nicho mais restrito, os resultados são promissores para quem deseja começar a trabalhar na internet.Clube de assinatura de livrosOs livros vendidos em clubes saem muito mais caro do que os livros comprados de forma individual. Surpreendentemente, as pessoas estão comprando como água. Tudo em razão da experiência proporcionada pelo negócio: a possibilidade de adquirir um livro único, exclusivo para os assinantes do clube.Curso online de coachingO coaching é um modelo de treinamento bastante popular nos Estados Unidos e que aos poucos está chegando no Brasil. Para quem sabe vender, e gosta de trabalhar na área de desenvolvimento pessoal, essa é a oportunidade de ouro para trabalhar na internet.Curso online de marketingEsse é um dos nichos mais procurados por empreendedores que amam o mercado digital. Os cursos de marketing online vendem muito, pois ensinam novos empreendedores como funciona o mercado digital e como vender pela internet.ConclusãoTrabalhar na internet dá lucro e é uma excelente maneira de fazer uma renda extra, sem precisar abandonar seu emprego convencional.Além do resultado financeiro, essa modalidade de trabalho oferece dezenas de vantagens como: ser dono do próprio negócio, ter mais liberdade e flexibilidade no dia a dia, aproveitar melhor os prazeres da vida e muito mais.Se você tem interesse neste mercado, saiba que ele é muito democrático, você pode trabalhar com produtos ou com sua influência digital, como acontece com digital influencers e Afiliados. Você só precisará pesquisar um pouco mais para saber qual modelo de negócio é ideal para você!Gostou do artigo? Siga a Hotmart nas redes sociais para acompanhar as novidades do empreendedorismo digital em primeira mão! AUTORAna Codeglia,Redatora por profissão e paixão
E-booksPara quem não quer gastar muito com livros físicos ou prefere a leitura em dispositivos móveis, os e-books são a solução. Baratos, práticos e bem elaborados, esses produtos estão caindo no gosto do povo. Os livros físicos certamente continuarão existindo, mas agora terão que dividir espaço no mercado.Curso online de palestrasPor fim, uma excelente ideia de produto para vender na internet é o curso online voltado para palestrantes ou pessoas que desejam começar a dar palestras. Como falar bem em público e como diminuir a ansiedade antes de uma apresentação são temas que podem ser abordados neste tipo de conteúdo.Produtos físicosRoupas slow fashionGrande tendência mundial, as roupas slow fashion seguem o estilo de produção lenta, no ritmo natural. Empresas que aplicam esse conceito são mais sustentáveis e utilizam métodos mais humanos, respeitando o ritmo de trabalho das pessoas e conversando de perto com o consumidor final.Acessórios (bolsas, cintos, colares)Os acessórios nunca saem de moda. Os anos passam, as tendências mudam, mas os acessórios permanecem uma constante. Todo mundo gosta, principalmente as mulheres. Por isso, para quem deseja trabalhar na internet, esse é um dos segmentos mais atrativos, pois possui uma alta demanda.É importante ter em mente que, devido à alta procura, é um nicho com muita concorrência, e pode ser mais difícil se destacar nos principais mecanismos de busca. CalçadosO mercado de calçados sempre passa por transformações. Marcas de renome investem verdadeiras fortunas para influenciar a sociedade a consumir determinado tipo de calçado. Vale a pena olhar de perto esse nicho, pois trata-se de um dos produtos mais vendidos na internet.Produtos de beleza naturaisSe os produtos de beleza já estiveram em alta, agora é a vez dos produtos de beleza naturais. Isso porque as pessoas estão fugindo do industrializado e preferindo produtos feitos de forma natural e sustentável. Produtos que não tragam consequências negativas para o corpo e que não foram testados em animais.Produtos de higiene caseirosOs produtos de higiene caseiros, assim como os produtos de beleza naturais, estão caindo no gosto popular. O número de pesquisas por produtos caseiros para tratar do corpo, promover a limpeza da pele etc. está cada vez maior. Uma grande oportunidade para novos empreendedores que querem ter uma renda extra ao trabalhar na internet.Alimentação fitnessA preocupação com o corpo, com os hábitos alimentares e o peso já pode ser vislumbrada na sociedade brasileira e mundial. Produtos pensados para esse novo segmento vendem muito!Alimentação para pessoas com intolerânciasNa onda da inclusão, empreendedores que se dedicam a pensar, produzir e vender produtos alimentícios para pessoas com intolerância a lactose, glúten, etc., estão se destacando no mercado. Isso porque a preocupação com as pessoas com alguma intolerância é bem recente. Existe um mundo de oportunidades, por se tratar de um nicho ainda pouco explorado.Alimentação para vegetarianos ou veganosOs vegetarianos e veganos são conhecidos por ser um público exigente, por causa de sua linha ideológica. Não é preciso dizer que vender para esse nicho pode ser uma das melhores opções para empreendedores digitais. Essa é uma das melhores ideias para ganhar dinheiro pela internet.Bolos e docesQuem não gosta de bolos e doces? Seja para festas de aniversário, casamentos ou outras confraternizações, os bolos e doces estão sempre presentes. Esse é um daqueles segmentos de mercado que nunca perdem o potencial. Uma boa opção é montar uma loja virtual para receber as encomendas deste produto.Presentes personalizadosReceber um presente é maravilho, mas receber um presente personalizado, como uma agenda, caneta, caneca ou até mesmo camiseta é surpreendente! O mercado de presentes personalizados está em alta, atraindo os olhares de centenas de empreendedores digitais.Clube de assinatura de vinhosO mercado de assinatura de vinhos explodiu. De um dia para o outro estava na moda fazer parte de um clube de vinhos e receber seleções personalizadas todos os meses. Vale a pena conhecer de perto esse tipo de produto.Clube de assinatura de cervejasOutro modelo de clube de assinatura que está em alta e é uma ótima ideia de produto para vender online é o clube de assinatura de cervejas. Os amantes dessa bebida agora podem contar com serviços especializados na distribuição de cervejas de qualidade. Mais do que uma cerveja, os membros compram uma experiência de puro sabor.Clube de assinatura de caféO amor pelo café está no sangue de milhares de brasileiros. Não é de se surpreender que os clubes de assinatura dessa bebida estejam fazendo fortuna. Oportunidade também para os empreendedores digitais que desejam fazer uma grana extra.Clube de assinatura de floresNa mesma pegada de outros clubes de assinatura, um dos que tem demonstrado grande crescimento é o de flores. Apesar de ser um nicho mais restrito, os resultados são promissores para quem deseja começar a trabalhar na internet.Clube de assinatura de livrosOs livros vendidos em clubes saem muito mais caro do que os livros comprados de forma individual. Surpreendentemente, as pessoas estão comprando como água. Tudo em razão da experiência proporcionada pelo negócio: a possibilidade de adquirir um livro único, exclusivo para os assinantes do clube.Curso online de coachingO coaching é um modelo de treinamento bastante popular nos Estados Unidos e que aos poucos está chegando no Brasil. Para quem sabe vender, e gosta de trabalhar na área de desenvolvimento pessoal, essa é a oportunidade de ouro para trabalhar na internet.Curso online de marketingEsse é um dos nichos mais procurados por empreendedores que amam o mercado digital. Os cursos de marketing online vendem muito, pois ensinam novos empreendedores como funciona o mercado digital e como vender pela internet.ConclusãoTrabalhar na internet dá lucro e é uma excelente maneira de fazer uma renda extra, sem precisar abandonar seu emprego convencional.Além do resultado financeiro, essa modalidade de trabalho oferece dezenas de vantagens como: ser dono do próprio negócio, ter mais liberdade e flexibilidade no dia a dia, aproveitar melhor os prazeres da vida e muito mais.Se você tem interesse neste mercado, saiba que ele é muito democrático, você pode trabalhar com produtos ou com sua influência digital, como acontece com digital influencers e Afiliados. Você só precisará pesquisar um pouco mais para saber qual modelo de negócio é ideal para você!Gostou do artigo? Siga a Hotmart nas redes sociais para acompanhar as novidades do empreendedorismo digital em primeira mão! AUTORAna Codeglia,Redatora por profissão e paixão

AUTORAna Codeglia,Redatora por profissão e paixão

 

905 total views, 0 today

É Venda…

Sem categoria 27/05/2018

Venha para para o joga pra rolo RIO, e saia desses grupos onde vender é comprar viraram banalidades, grupos esses que são casos de família, fórum e até mesmo delegacias. Então pare de travar suas vendas em grupos onde os moderadores não sabem por limites.

Anuncie conosco e veja como é fácil vender.

484 total views, 0 today

Dez dicas de sucesso para vender na internet

Sem categoria 24/05/2018

Vender pela internet requer mais atenção. Veja dez dicas para ajudar o empreendedor a montar uma loja virtual bem-sucedida.

O comércio eletrônico é um espaço virtual no qual produtos e serviços são ofertados aos clientes por meio da internet. Trata-se de um canal online em que consumidores podem fazer e acompanhar compras, viagra caseiro pedir encomendas, realizar transações financeiras, entre outras coisas, diretamente de qualquer lugar.

Para vender, não importa qual seja o negócio, é preciso satisfazer o cliente. Na internet, a lógica é a mesma. No entanto, devido a particularidades do universo online, é preciso estar atento a fatores-chave de sucesso. Caso contrário, por maior que seja o esforço, as vendas na web podem não decolar.

Veja, a seguir, 10 dicas para o sucesso no mercado digital.

Estar preparado para entrar na internet

Antes de dar o primeiro passo, é preciso entender o que está por trás de um e-commerce: quais investimentos são necessários; quem são os parceiros, fornecedores, clientes e concorrentes; como será a estratégia de marketing.

Para isso, é necessário elaborar um Plano de Negócios, que reduzirá as chances de fracasso e testará a viabilidade do projeto. Tenha em conta também que é possível concorrer em nichos, nos quais o pequeno negócio poderá ser mais eficiente, ou no mercado de massa, em que a competição será basicamente por preço.

Ter um site 100% funcional e de ótima navegabilidade

Tudo que estiver disponível no site deve funcionar da melhor forma possível. O cliente precisa ter facilidades ao entrar na loja (usabilidade). Caso contrário, ele desiste em um clique e dificilmente voltará.

Os problemas mais comuns são: site lento, imagens muito pequenas, grande quantidade de anúncios, pouco contraste entre fundo da página e cor da letra inadequada.

Ser verdadeiro e legal

Deve-se evitar prometer o que não se pode cumprir. Também é bom não deixar o cliente confuso, por exemplo, sobre cobrança de frete ou prazo de entrega.

Isso dará confiabilidade ao site e poderá ser fator decisivo de compra. Já em termos legais, o empreendimentos deve alinhar-se às regras obrigatórias para funcionamento de lojas virtuais (nome, CNPJ, atendimento ao cliente etc.).

  • Confira as novas regras para o e-commerce.

Ter obsessão pela logística

Não existe contato físico na compra pela web, e isso gera uma grande expectativa no cliente para receber a mercadoria. O tempo de espera deve ser igual ou menor que o prazo acordado no site. E a mercadoria tem que chegar impecavelmente embalada. Sempre!

Oferecer multicanais ao cliente

É necessário estar presente nas redes sociais, ter um chat ou um e-mail específico para o atendimento ao cliente, colocar o número de telefone bem visível no site. Se o empreendimento não tiver um site ou o empreendedor ainda não sabe como criá-lo, é bom avaliar possibilidades de inserção em Market Places, isto é, em locais virtuais para negociações de comércio eletrônico.

Avaliar a possibilidade de criar um blog, sobretudo se estiver em um mercado de nicho em que conteúdos sejam influenciadores de compra, é uma boa ação. Além de reunir o público-alvo, o blog serve para divulgar ofertas da loja virtual, o que favorece aos mecanismos de busca atribuir relevância à loja.

É muito importante facilitar ao máximo o acesso do cliente ao negócio, pois o comprador pode sentir a necessidade de contatar a loja antes, durante e depois da compra. E todos os canais precisam efetivamente funcionar. Se algum não funciona, é melhor não ter.

Montar uma equipe preparada e bem treinada

Para cuidar do conteúdo, do design, de questões relacionadas à tecnologia da informação e ao marketing. Todos esses profissionais devem conversar, interagir, se integrar, para que se alcance êxito no trabalho que cada um executa.

Anunciar

Uma boa maneira é começar fazendo testes com pequenos investimentos e medindo os resultados (verificar se houve aumento de cliques, de visitas e de vendas).

Há muitas maneiras de fazer anúncios na internet: por links patrocinados (destaques do empreendimento em mecanismos de busca como Google e Yahoo) ou pelas mídias sociais (canais nos quais se pode ter uma segmentação de público-alvo mais refinada – também se paga por clique).

Em todos esses formatos de anúncio, o mais comum é pagar por clique.

Investir em SEO (Search Engine Optimization)

A tradução do termo, Otimização para Mecanismos de Buscas, já diz muito. O trabalho de SEO é otimizar um site e direcionar os motores de busca para dar destaque ao conteúdo.

Hoje, os sites de busca são a principal fonte de procura de informações pelos que navegam na web. Portanto, ter um site bem posicionado nesses buscadores é fundamental para ser visto.

O trabalho de SEO é lento e deve ser ininterrupto e detalhado para gerar resultados relevantes. Quando bem-feito, gera maior visibilidade para o negócio e diminui a necessidade de investimentos em anúncios.

Ter um site seguro

Há diversas empresas que oferecem serviço de proteção ao site, análise de vulnerabilidades e bloqueio de ataques para garantir operações seguras. É preciso avaliar a solução ideal para o porte do negócio, mas não se pode deixar de garantir segurança ao cliente no momento da compra, pois este é um dos fatores mais determinantes de compra no mercado digital.

Investir na gestão do negócio

Depois que o cliente clica no botão comprar, no site de uma loja virtual, se inicia uma complexa e delicada operação, invisível aos olhos dos clientes e que inclui logística, gerenciamento de pedidos, estoque, relatórios, faturamento, entre outros.

Back Office (“a parte de trás do balcão”) representa a estrutura física completa nos bastidores do website de uma loja virtual e é fundamental gerenciá-lo para garantir que o produto adquirido pelo cliente seja entregue de acordo com as especificações e o prazo combinado.

882 total views, 0 today

Page 1 of 21 2
WhatsApp chat